Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Resumo de O Cortiço - análise

O Cortiço - análise

Resumo do Livro   por:Patativa     Autor : patativa
ª
 
Aluísio Azevedo, nesta obra específica, montou um enredo a partir de descrições precisas nas quais o próprio cortiço torna-se a personagem mais convincente do romance. Há uma crítica social feita ao capitalismo selvagem e à despersonalização do ser humano. Escrito em linguagem bastante sinestésica cria fortes à nossa frente onde surgem grande diversidade de tipos humanos sob o estigma de um único lugar - O Cortiço- buscando comprovar através do desenrolar da trama que o homem é produto do meio e, dentro deste, só pode sobreviver o mais forte (romance de tese). Há trechos onde a degradação do ser humano reduzido à condição de animal e a intenção do autor em revelar a miséria social do proletariado urbano ficam muito claras. Ora os moradores do cortiço são comparados a insetos e animais (zoomorfização), tendo sua individualidade desprezada frente à força do coletivo, ora o cortiço sofre processos de antromorfização. Durante toda a narrativa as personagens são descritas de forma a destacar a influência do meio em seu comportamento e a preponderância do biológico, do instintivo em suas decisões e atitudes (determinismo).
Jerônimo, por exemplo, depois de se apaixonar pela mulata Rita Baiana, passa de homem honesto a vagabundo, transformação esta, indicada como sinal de “abrasileiramento” da personagem. O sexo, como força natural e instintiva, é supervalorizado, degradante e distorcido, levando ao adultério, a desvios de sexualidade, à prostituição e ao lesbianismo. Quanto à mulher, idealizada no Romantismo, surge sob posicionamentos diferentes: a mulher objeto, inferior e submissa dentro de uma estrutura social bem definida; e a mulher sujeito, que independe do homem. Por fim, o cortiço de João Romão se transforma em “Estalagem São Romão” e passa a atender outra classe de pessoas, enquanto outro cortiço se forma a seu lado (o “Cabeça-de-Gato”) atendendo às necessidades dos antigos moradores do cortiço de João Romão.
Publicado em: 05 janeiro, 2008   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    analise da caracteristicas do personagem de o cortiço jeronimo Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Dentre as principais teorias científicas e sociológicas que exerceram influência sobre o movimento naturalista,quais podem ser identificadas no plano ideológico de composição do romance O Cortiço? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Qual é o papel assumido pelo espaço do cortiço no conjunto da obra? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Qual é o principal tema de O Cortiço?Explique. Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    vc é professor (a) ? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais as entrigas que existem dentro da historia do livro o cortico ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Entre joao romao e miranda ( inveja ), entre firmo e jeronimo(lutavam por rita baiana) segunda-feira, 3 de setembro de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    a mulher objeto-sujeito e a mulher( a mulher objeto, a mulher objeto-sujeito e a mulhersujeito) Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    nessa obra quando se faça em sono chumbo a que se refere ? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    NESSA OBRA PREDOMINA O COLETIVO OU O INDIVIDUAL ? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    o coletivo quinta-feira, 14 de junho de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    qual a análise filosófica do livro ? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.